No dia 08 de junho, a loja Mestre-Cervejeiro de Balneário Camboriú promoveu uma degustação gratuita com a cervejaria artesanal Handwerk, de Ibirama. No mercado desde 2010, a cervejaria produz atualmente até 14 mil litros de cerveja por mês.

Foram degustados todos os rótulos da Handwerk: Pilsen, Witbier, MunichHelles, Weiss, IPA, Blond Ale e Altbier, lançada no Festival Brasileiro da Cerveja em março. Além desses sete rótulos, a Handwerk está envasando uma Helles Bock e mais duas cervejas novas já estão maturando nos tanques: uma com toques de defumação e uma Russian Imperial Stout.

O mestre-cervejeiro da Handwerk, Luiz Bernardino, estava presente na degustação. “Mais importante que investir em receitas, é manter o processo de fabricação sem erros”, afirmou durante conversa com os participantes. 

O Mestre Cervejeiro, Luiz Bernardino (esquerda) e clientes durante o evento. 

Esse contato entre o consumidor e a cervejaria/cervejeiro é muito importante, ainda mais agora que o mercado de cervejas artesanais está crescendo tanto no Brasil. Isso ajuda a solidificar a marca pois o público se sente mais próximo da produção cervejeira, que ainda é cercada por uma aura de mistério. 

Como é bom ver cervejarias catarinenses crescendo, recebendo prêmios e se envolvendo com o públicoe abrindo suas portas ao promover eventos, sorteios, ações beneficentes, degustações e harmonizações. Na região há demanda e muito potencial para isso! 

Também gosto muito de ver cervejarias artesanais investindo em estilos clássicos e não tão na moda, como Altbier e Helles Bock. Isso ajuda a propagar aquela “experiência cervejeira”, que a gente falou aqui no último texto da coluna. 


Em uma época de tanta afetação para ver quem chama mais atenção, o resgate da “simplicidade perfeita” é o diferencial. A Handwerk faz isso com extrema qualidade. 

Na degustação, a Altbier da Handwerk foi uma das mais elogiadas da noite. Vale a pena falarmos um pouco desse estilo antigo, que possui uma linda cor cobre. Ela é originária de Düsseldorf, Alemanha. É uma Ale maltada, mas ao mesmo tempo amarga. O amargor é equilibrado pela riqueza de malte e tem um leve toque de amêndoas. "Alt" é “velho” em alemão e refere-se à antiga forma de fazer cerveja, usando leveduras de fermentação em alta temperatura, o que era feito antes que as Lagers, fermentadas em baixas temperaturas, se tornassem populares. Apesar de ser Ale, a Altbier é leve e “limpa” como uma Lager, pois passa por um processo de maturação em baixas temperaturas. Quando tiver uma oportunidade, não deixe de provar! 



Maria Fernanda Gottardi


COMENTE ESSA HISTÓRIA