Antes de entrar no mérito do tema da coluna, vou fazer um preâmbulo e contar um pouquinho sobre a história da criação e evolução dos CONTÊINERES que sem dúvida revolucionaram o transporte e toda a logística de cargas no mundo.


O que é um contêiner 

O contêiner (container ou contentor) é uma caixa feita de aço, alumínio ou fibra, bem estruturada com capacidades físicas para resistir aos usos constantes de transportes de mercadorias de diversos tipos.

É super-resistente às intempéries (chuva e fogo), tem uma vida avaliada no mercado náutico de aproximadamente oito anos, porém seus materiais tem vida real por mais de 100 anos, ou seja, depois de usados no transporte marítimos por oito anos, podem ficar vagando por aí por mais 92 anos devido a sua aposentadoria precoce.

História dos contêineres

Malcom McLean, o criador do contêiner

No século XX, o mundo teve várias revoluções e uma delas aconteceu na década de 30, com a criação da CAIXA , pois  ainda não havia sido inventado um método eficaz para o armazenamento e transporte de cargas, aonde não houvessem tantos problemas de perda, deterioração e extravio de mercadorias. 

Um jovem americano, Malcom McLean, com pouco mais de vinte anos teve uma ideia que revolucionaria o transporte de cargas e mais. Malcom, que era dono de uma transportara nos EUA, notava o quão trabalhoso era a descarga de algodão no porto de Nova Iorque. Então em 1937 teve a ideia de armazená-los e transportá-los em grandes caixas metálicas que pudessem ser facilmente transportadas por diversos meios de transporte. 

Com o tempo, McLean aprimorou métodos de trabalho e expansão de sua companhia, a Sea-Land (depois Maersk-Sealand), tornando-a uma das pioneiras do sistema intermodal, abrangendo transporte marítimo, fluvial, ferroviário, além de terminais portuários. 

Casa Contêiner


Quase 70 anos depois da invenção dos contêineres, uma outra revolução surgiu que é o conceito de casa contêiner, que apesar de ser usado nos Estados Unidos ha muitos anos como residência por moradores de baixa renda, somente no século XXI, os contêineres ganharam os olhos das construtoras e arquitetos que viram em sua estrutura de caixa, uma maneira fácil de transformá-las em verdadeiras casas de alto padrão e de construção ultra rápida.

Loja Contêiner 


Esta grande ideia está em poucos anos revolucionando o mundo construtivo. Hoje os contêineres são usados para diversas áreas devido a sua fácil mobilidade, como servir de alojamento e almoxarifado nos canteiros de obra, postos de informações turísticas, policial, saúde, FastFood,  etc.

Atualmente, tem um seguimento que está ganhando tanto destaque quanto as casas, nada mais é que lojas contêineres, grandes marcas  modulam as CAIXAS e surgem ideias que trazem grandes inovações. 

O Lado Positivo da Construção em contêineres

Obra mais limpa com redução de entulho e de outros materiais;

Rapidez na execução, leva geralmente entre 60 a 90 dias para ficar pronta.

Economia de recursos naturais, menor uso de areia, tijolo, cimento, água, ferro etc.

Reutilização do material. 

Flexibilidade: Além da construção poder ser desmontada e montada em outro terreno, suas características modulares e geométricas permitem diversas configurações e facilita a construção e/ ou montagem.

Baixo custo – Bem administrada a construção pode ser 30% mais barato do que a tradicional. 

Durabilidade; o contêiner tem um longa vida útil; pois é projetado para resistir às diversas intempéries e suportar grandes cargas. 

Na maioria das vezes, não requer serviços de fundação e terraplenagem.

Mantém boa permeabilidade do terreno.

Lado Negativo da Construção em contêineres 

O terreno precisa ter espaço para as manobras dos guindastes no transporte e armazenamento dos contêineres.

Requer mão-de-obra especializada, principalmente nos cortes das esquadrias. 

Requer cuidados especiais de isolamento térmico e acústico. 

O contentor é feito de aço que é um ótimo condutor de calor e péssimo isolante acústico. 

Como se trata de um tipo novo de construção, carece de legislação adequada

Dificuldade na obtenção de financiamento para custeio da obra.

Dependendo do que o contêiner transportava no passado, podem haver vestígios contaminantes.

Os solventes liberados da pintura e selantes utilizados na fabricação do contêiner podem ser prejudiciais à saúde. 

Podem apresentar ferrugem, é preciso tratamento adequado antes da utilização para construção.

Legislação para construção em contêineres

Na maioria dos municípios Brasileiros não existe uma legislação especifica sobre construção em Contêiner, geralmente segue-se o requerimento de pedido de aprovação de uma casa normal, com projetos construtivos etc. 

Mas se você deseja construir em Balneário Camboriú, por exemplo, a coisa muda de figura, e você tem que ficar atento a legislação existente no município. É bom lembrar que até o ano de 2009, Balneário Camboriú não tinha regulação sobre normativas construtivas nesta categoria, porém, para meu espanto, em final de 2009 foi sancionada pelo prefeito Edson Dias a  Lei Municipal 2996/09, que proibia  este tipo de construção. Esta Lei na época foi criada com apoio dos lojistas e entidades locais, devido ao medo de proliferação em cada esquina de lojas e outros tipos de atividades que poderiam surgir no período de verão e depois ficarem abandonadas.

Os conceitos sobre este assunto evoluíram tanto no mundo como no Brasil, deste modo, em 2016 por iniciativa dos vereadores Marcelo Achutti (PP), Roberto Souza Junior (PMDB) e Leonardo Piruka (PP), propuseram uma Lei para revogar a proibição, bem como ditar as normas para as construções em contêineres em nossa cidade. Depois de amplos debates sobre o assunto, a lei foi aprovada e em maio de 2016 foi sancionada a Lei 3930/2016. Sem dúvida veio na hora certa, pois era inadmissível um município inovador como Balneário Camboriú ficar sem ter esta opção sustentável aos lojistas e moradores. 

Quem desejar ler a Lei completa basta clicar aqui. Boa semana e até a próxima.

Gil Koeddermann 


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)



COMENTE ESSA HISTÓRIA