E a nossa Chapecoense pela segunda rodada seguida é a líder do brasileirão. E não é que esta líder por ter tido sorte na tabela e enfrentado equipes medianas, na estreia frente ao poderoso Corinthians já mostrou a que veio. Empatou mas poderia ter saído com a vitória. Na estreia em casa venceu o Palmeiras do elenco mais caro do Brasil para em seguida atropelar o Avaí também na Arena Condá. Ontem contra o Cruzeiro, no Mineirão, mostrou sua grandeza com uma atuação impecável vencendo a raposa. 

Focada 

Penso que a chance da Chape se manter entre os primeiros colocados durante um bom tempo é grande. Uma porque tem um bom elenco e tem praticado um bom futebol e outra por que, eliminado injustamente da Libertadores e Copa do Brasil, está focado apenas no brasileirão enquanto seus principais adversários, como já comentamos na semana passada, se dividem entre brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores e Sul-americana. Na próxima quarta-feira recebe o Grêmio do fanfarrão Renato Gaúcho.

Avaí 


Fui a Ressacada ontem pela manhã acompanhar Avaí x Sport. No empate em casa contra o Vitória e nas derrotas frente ao São Paulo e Chapecoense fora da Ressacada a equipe havia se comportado até bem na parte defensiva, entretanto pouco se arriscava ao ataque. Todos sabem que a criação avaiana sempre dependeu do Marquinhos que hoje, com evidentes problemas físicos, se arrasta em campo e não consegue sair de marcações individuais. A chegada do lateral meia Juan foi fundamental pra vitória do Leão da Ilha.  

Gostei

O Avaí venceu numa jogada individual do bom lateral Capa. Apesar da derrota gostei do Sport o que valoriza a vitoria avaiana. Tem uma zaga consistente e experiente com Ronaldo Alves e Durval, dois volantes, Anselmo e Rithely, que marcam e sabem jogar, o meia Diego Souza que dispensa comentários e três excelentes atacantes Oswaldo, Andre e Rogério. Alem disso tem Wanderley Luxemburgo no banco. O melhor em campo disparado o zagueiro Alemão e a grande decepção Diego Souza. 

Agonizam


É preocupante a situação de duas equipes do nosso futebol que ate pouco tempo estavam na elite do nosso futebol, mas por pura falta de competência descem ladeira abaixo. O Criciúma que não consegue subir desde que caiu em 2014 e o Joinville que sofreu duas quedas consecutivas e agoniza na Serie C. Sem planejamento o presidente do Tigre gasta toda energia na tentativa de negociar seus principais jogadores e o Joinville tem como principal adversário a própria oposição do clube. Uma pena.

Um forte abraço!!

Roberto Ferreira

COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais