O UFC e Conor McGregor finalmente chegaram um acordo financeiro para que o duelo de boxe com Floyd Mayweather possa se concretizar. Porém, antes mesmo do boxeador finalizar a sua parte, outro ponto contratual pode impedir que os times cheguem a um consenso para o combate.

Nesta quarta-feira, durante a partida de baseball entre os New York Mets e o Milwaukee Brewers, o presidente do UFC, Dana White, disse a jornalistas que ainda não apresentou uma proposta financeira sobre a divisão dos lucros da luta, mas que acredita que o UFC mereça 50% dos valores.

- Nós ainda nem chegamos nessa parte. Não falamos ainda sobre as porcentagens. Floyd pode pensar o que ele quiser, mas com a máquina que o UFC tem, e o Conor McGregor sozinho já é uma máquina, eu acho que 50% para cada lado é muito justo - declarou.

Ainda não é possível saber quais valores foram acertados entre o UFC e Conor McGregor. Na superluta contra Pacquiao, Mayweather ficou com 60% dos lucros.

- Eu acho que essa luta venderá, pensando de forma conservadora, entre 2 milhões e meio e 4 milhões de pay-per-view. Outras pessoas acham que vende mais. Essa luta vai explodir globalmente. Conor McGregor e o UFC são gigantes no Brasil, na Austrália, em Londres e outras partes da Europa - completou o dirigente, que disse acreditar que há 75% de chance do duelo de boxe se concretizar, e uma grande possibilidade de que ainda aconteça em 2017.

COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais