Com 16 votos favoráveis, a Câmara de Vereadores de Itajaí aprovou, em primeira discussão, o Projeto de Lei Ordinária nº 162/2017. De autoria do vereador Calinho Mecânico (PP), o projeto determina que as empresas concessionárias de transporte público deverão fornecer internet sem fio gratuitamente aos usuários.

O projeto especifica ainda que a velocidade mínima a ser ofertada é de 2 Mbps e que não poderá ter limite de tempo de conexão. Além disso, os ônibus deverão ter cartazes afixados informando a disponibilização do serviço.

Na mesma noite, foi aprovada a Emenda Supressiva nº 1 ao Projeto de Lei Ordinária 162/2017, também de autoria do vereador Calinho Mecânico, que retira os artigos 4º e 5º do projeto.

REQUERIMENTOS 

Vereador pede solução para quedas de energia

O vereador Paulinho Amândio (PDT) é o autor do Requerimento nº 112/2018, aprovado com 16 votos favoráveis. O parlamentar solicita à Celesc que sejam realizadas melhorias, urgentemente, a fim de solucionar as constantes quedas de energia na rua a Ema Fornari Conti e proximidades, bairro Cidade Nova.

Vereador faz questionamentos sobre servidores do Município

O Requerimento nº 113/2018, de autoria do vereador Robison Coelho (PSDB), foi rejeitado com nove votos contrários e sete votos favoráveis. O parlamentar questionava ao prefeito, diretor-geral do Semasa, superintendente do Porto de Itajaí e Diretoria do Instituto de Previdência de Itajaí (IPI) sobre os servidores do Município. Entre os questionamentos estavam: quantos servidores municipais ativos estão vinculados ao município de Itajaí e suas respectivas autarquias e fundações? Qual o custo total mensal com a remuneração de servidores comissionados e seus encargos? Quantos servidores municipais do município de Itajaí e suas respectivas autarquias recebem função gratificada? Qual o custo total mensal com as funções gratificadas no âmbito da administração direta e indireta? Votaram contra: Celia Filha do Elói (MDB), Cristiano Klaus Fischer (SD), Dulce Amaral (PR), Eduardo Kimassa (PRP), Fernando da Silva (PDT), Marcelo Werner (PCdoB), Neusa Girardi (MDB), Rubens Pacheco (PPS) e Vanderley Dalmolin (MDB). Votaram favorável: Beto Cunha (PSDB), Calinho Mecânico (PP), Edson Lapa (PR), Fernando Pegorini (PP), Robison Coelho (PSDB), Rubens Angioletti (PDB) Tonho da Grade (PP).

Vereadora pede reinstalação de lombadas eletrônicas na Jorge Lacerda

A vereadora Dulce Amaral (PR) é a autora do Requerimento nº 114/2018, aprovado com 17 votos favoráveis. A parlamentar pede ao Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) a reinstalação de lombadas eletrônicas na rodovia Jorge Lacerda, nas proximidades da Escola Básica Professora Thereza Bezerra de Athayde e da Escola Básica Maria Nilza Ferreira Evaristo.

Vereador pede rondas em escolas de Itajaí

Com 19 votos favoráveis foi aprovado o Requerimento nº 118/2018, do vereador Professor Acácio (PSDB). Acácio pede ao Comando da Polícia Militar de Itajaí intensificação das rondas no bairro São Judas, especialmente nas proximidades das escolas estaduais Maria Dutra Gomes, Avelino Werner e Francisco de Paula Seara, nos horários de entrada e saída dos alunos.

Vereador faz questionamentos sobre dragagem do Itajaí-Mirim

Com 18 votos favoráveis, foi aprovado o Requerimento nº 119/2018, do vereador Rubens Angioletti (PSB), que requer o envio de ofício à Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí, Defesa Civil Estadual, prefeito e Defesa Civil Municipal, solicitando as seguintes informações sobre a dragagem do rio Itajaí-Mirim: se há projeto para execução de dragagem do rio Itajaí-Mirim; se projeto para a dragagem do rio está incluso no plano de construção da barragem na cidade de Botuverá (SC) e, caso exista este vínculo, se a dragagem só iniciará após a conclusão da barragem; em que fase está o projeto das obras da barragem de Botuverá e qual motivo ocasionou a realocação de recursos destinados para dragagem do rio Itajaí-mirim para o rio Itajaí-Açu.

USO DA TRIBUNA

Treinador da Ginástica Artística de Itajaí faz uso da tribuna da Câmara

Marcelo Coelho, treinador da equipe de Ginástica Artística de Itajaí, fez uso da tribuna para falar sobre o esporte amador no município. Marcelo comunicou aos vereadores que os atletas de Itajaí estão há dois meses sem o repasse dos recursos do Bolsa Atleta o quê, segundo ele, poderia ser resolvido ainda hoje pela Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Itajaí (FMEL).  

Coelho aproveitou o espaço para defender que os treinadores das diversas modalidades, financiados com recursos públicos municipais, também precisam apresentar rendimento, ganhar títulos, para poderem continuar a receber o benefício do Bolsa Atleta. “Somos pagos para trabalhar com esporte de alto rendimento, não podemos ficar dez ou doze anos como treinador, nunca ganhar nada (título) e continuar como treinador. Se você ganha para render, tem que render”, destacou. O treinador declarou que é preciso melhorar o trabalho de base em Itajaí, para que a cidade conquiste títulos, como o dos Jogos Abertos de Santa Catarina, com atletas oriundos da base. Por fim, ele se colocou à disposição dos vereadores para auxiliar nos assuntos referentes ao esporte amador de Itajaí.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA