Após reivindicação dos prefeitos dos Municípios da Foz do Rio Itajaí, o Governo do Estado ativou 73 leitos de enfermaria de retaguarda para atender pacientes com COVID-19 na região. Os novos leitos ficam nas cidades de Penha, Navegantes, Tijucas e Nova Trento e vão dar suporte para reduzir a ocupação das enfermarias dos Hospitais Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, e Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú.

Dos 73 leitos de enfermaria, 20 foram ativados no Hospital Nossa Senhora da Penha (Penha), 10 no Hospital de Navegantes (Navegantes), 20 no Hospital São José (Tijucas) e 23 no Hospital Imaculada Conceição (Nova Trento). O custeio destes leitos será feito pelo Governo Estadual. Com o acréscimo, a região passa a contar com 112 leitos de enfermeira de retaguarda, incluindo 27 no Marieta e 12 no Ruth Cardoso.

Na prática, os novos leitos de enfermaria poderão receber os pacientes em tratamento clínico para COVID-19 dos municípios da região e que não necessitam de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Essa mudança irá reduzir a ocupação das enfermarias dos Hospitais Marieta e Ruth Cardoso, que também poderão encaminhar os pacientes que saem de suas UTIs para os leitos de enfermaria habilitados.

Nas próximas semanas devem ser ativados mais 30 leitos de retaguarda para pacientes com COVID-19 na região, sendo 20 no Hospital Cirúrgico Camboriú (Camboriú) e 10 no Hospital de Navegantes. O Estado também está em negociação para implantação de novos leitos em Itapema.

“Esses leitos de retaguarda foram uma reivindicação que entregamos ao governador Carlos Moisés durante sua visita à AMFRI e que se tornaram realidade para nos ajudar a enfrentar a pandemia de coronavírus. Os espaços vão ajudar a desafogar as enfermarias dos Hospitais Marieta e do Ruth Cardoso, pois não haverá a necessidade de deslocamento dos pacientes de outras cidades para cá, caso precisem apenas de tratamento clínico”, comenta o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

COMENTE ESSA HISTÓRIA