A concessionária Águas de Bombinhas conta com o auxílio de um novo equipamento para a próxima etapa das fiscalizações na rede de esgoto: um insuflador de fumaça. O aparelho, que já começou a ser utilizado, é acoplado nos Poços de Vistoria (PV's) e facilita a identificação das irregularidades, soltando uma fumaça atóxica dentro das tubulações.  

Dentre as irregularidades, a concessionária busca por ligações cruzadas entre as redes de drenagem pluvial (de água da chuva) e de esgoto, ou ligações irregulares realizadas sem o conhecimento da concessionária, por exemplo. Também é possível identificar imóveis com instalações pluviais, como calhas e ralos, ligados na rede de esgoto, o que também é uma irregularidade.

Claudinei Dumke, supervisor de operações, explica que a fumaça não é prejudicial à saúde ou ao meio ambiente. "No momento em que a fumaça entra na tubulação conferimos por onde ela sai, pode ser em uma caixa ou terminal de inspeção e limpeza, bueiros, rede pluvial, ou até mesmo dentro da propriedade de algum morador, em calhas ou ralos. É aí que as irregularidades são detectadas", comenta.

O coordenador de operações da concessionária, Jader Milanez dos Santos, afirma que a razão da vistoria é manter os cadastros atualizados e eliminar volume em excesso durante as chuvas. "Encontramos alguns casos em que o morador fez a ligação por conta própria e outros em que a rede pluvial estava ligada na rede de esgoto, o que é um sério problema", explica. O coordenador ainda afirma que este tipo de ligação pode prejudicar o sistema de esgotamento e o próprio morador.

Com a vistoria, é possível validar o número exato de clientes que estão interligados na rede coletora, eliminar o volume de água de chuva que pode causar transtornos e planejar as ações futuras para a cidade.



O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277




COMENTE ESSA HISTÓRIA