A Praia Central de Balneário Camboriú, um dos principais cartões-postais de Santa Catarina, em breve ficará com cerca de 60 metros a mais de faixa de areia. Foi entregue nesta sexta-feira (27), a Licença Ambiental Prévia (LAP) para o projeto de reestruturação da faixa de areia e construção do molhe do Pontal Norte. A licença foi entregue ao prefeito Fabrício Oliveira pelo governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira e o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, durante cerimônia que reuniu diversas autoridades estaduais, municipais e dos setores turístico e econômico.

“Foi um dia histórico para Balneário Camboriú e para Santa Catarina, porque com essa autorização nós poderemos iniciar a montagem do processo licitatório que vai viabilizar a reestruturação da faixa de areia da Praia Central. É um marco para a cidade, porque a partir da ampliação da faixa de areia, novos equipamentos serão disponibilizados na orla da Praia da Central, um dos principais cartões-postais da nossa cidade. Essa é uma obra de simples execução, porque serão cerca de seis meses para colocar a areia, porém complexa porque ela precisava de uma liberação ambiental rigorosa que hoje foi recebida. Então nesse primeiro momento vamos buscar o financiamento que serão pagos posteriormente com os próprios recursos que o desenvolvimento que a faixa de areia vai nos trazer”, disse o prefeito, Fabrício Oliveira.

A LAP foi aprovada no dia 05 de abril pelo Instituto do Meio Ambiente do Estado (IMA), antiga Fatma, e entregue nesta sexta-feira, após o Governo Municipal se reunir inúmeras vezes com o Instituto para pleitear a licença prévia, uma das fases mais complexas dos licenciamentos necessários para execução da reestruturação da faixa de areia. Viagens de estudo foram feitas para analisar os impactos, em um esforço que reuniu técnicos com expertise no assunto. Com a reestruturação, a Praia Central deverá ficar com cerca de 60 metros a mais de faixa de areia. Atualmente há trechos com apenas 25 metros. No local serão colocados 2,4 milhões de metros cúbicos de material trazidos de jazidas que ficam a cerca de 15 km da costa, mas que tem o mesmo tipo de componentes orgânicos existente na faixa de areia.

“O turismo de Balneário Camboriú é reconhecido em todo o mundo como turismo de qualidade. Agora essa faixa de areia aumentada em muitos metros vai permitir a presença de mais turistas. É uma grande conquista para Balneário Camboriú e para Santa Catarina”, disse o governador, Eduardo Pinho Moreira.

O ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, garantiu que Balneário Camboriú será uma das cinco primeiras cidades beneficiadas com a nova linha de crédito do Prodetur + Turismo, que será lançada em quatro meses. “Com essa linha inicia uma nova fase para o turismo brasileiro, com R$ 5 bilhões que serão emprestados para esta área que gera emprego e desenvolvimento econômico. Para Balneário Camboriú cerca de 100 milhões deverão ser concedidos para o projeto de alargamento”, disse o ministro que também garantiu recursos para a conclusão do Centro de Eventos. “Na conclusão do Centro de Eventos são R$ 16,6 milhões que serão disponibilizados do nosso orçamento”, falou o ministro.

Turismo em Balneário Camboriú

O ano de 2017 foi de recordes no turismo de Balneário Camboriú. A cidade, considerada a Capital Catarinense do Turismo, se consolidou ainda mais como destino mais procurado de Santa Catarina. No ano passado, de janeiro a dezembro, o município recebeu 4.200.903 turistas. Um aumento de 22% em comparação com 2016 quando 3.444.378 turistas visitaram a cidade. Balneário Camboriú foi o destino mais procurado da CVC em Santa Catarina e o 6º mais procurado no país; e o 4º destino brasileiro mais procurado pela Fly Tur.

Em 2018, a primeira temporada de transatlânticos trouxe mais de 81 mil turistas a Balneário Camboriú. Uma Pesquisa de Demanda Turística, a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), mostrou que 99% dos turistas que conhecem a cidade pretendem voltar.

COMENTE ESSA HISTÓRIA