O equipamento vai auxiliar os profissionais que realizam o combate ao mosquito, já que possui alcance aos locais de difícil acesso como calhas, lajes, caixas d’água e também em imóveis fechados para identificar acúmulo de água que possa servir de criadouro do Aedes aegypti.

O drone começará a ser usado assim que o tempo melhorar, já que a utilização com chuva pode danificar o aparelho, além de comprometer a qualidade das imagens capturadas por ele. “Feita a constatação do acúmulo de água são tiradas fotos ou gravados vídeos, e então o proprietário terá um prazo para resolver o problema.  Caso não cumprir, ele será notificado. Toda aeroinspeção será feita por um funcionário capacitado, identificado e uniformizado”, disse diretor da Vigilância Ambiental, Rafael Neis da Silva.  

Caso queira realizar alguma denúncia de criadouros do mosquito Aedes aegypti, o morador deve contatar a Ouvidoria Municipal através dos números 0800 644 3388, (47) 3267-7024 ou pelo whatsapp (47) 99982-1979. Há ainda o contato pelo e-mail ouvidoria@bc.sc.gov.br.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA