A Polícia Militar vai praticamente dobrar o número de câmeras de monitoramento de Balneário Camboriú até 1º de dezembro. A estimativa é do comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Evandro Hoffman, que projeta aumentar de 51 para 100 o total de equipamentos até o  começo da temporada 2018/2019. A expectativa foi manifestada durante reunião realizada com diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas de Balneário Camboriú (CDL-BC).

A diretoria da entidade solicitou a reunião com o comandante do batalhão para  manifestar sua preocupação com a segurança de Balneário Camboriú. De acordo com a presidente da CDL, Eliane Colla, os comerciantes da cidade convivem quase que diariamente com furtos e falta de segurança nas ruas, principalmente em regiões como a Avenida Atlântica e as marginais da BR-101.

De acordo com o comandante,  acidente de trânsito, pertubação do sossego alheio, roubo e violência doméstica são as ocorrências com maior incidência na cidade.  Do total de casos, mais de 40% ocorrem no centro, mas os bairros com maior potencial ofensivo são Nações e Municípios.

Durante o reunião com a CDL, o coronel garantiu que a Polícia Militar está trabalhando para melhorar a segurança da população e citou como exemplo o projeto piloto de integração com os comerciantes da Quarta Avenida. Pelo projeto, vai ser possível integrar as câmaras de monitoramento do comércio com a central de monitoramento da PM em tempo real.  O comandante também destacou a importância do uso das novas tecnologias no combate à criminalidade, mas reconheceu a necessidade de um efetivo maior.  Balneário Camboriú tem 174 policiais entre administrativos e em operação nas ruas, número bem menor que os 257 que a cidade possuía quando foi criado o Batalhão em 2002. Economia em mais de R$ 83 milhões. 


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA