A Secretaria de Saúde de Camboriú aderiu às práticas integrativas e complementares do SUS e implantou, na última semana, um projeto piloto de acupuntura. Os primeiros a receber o tratamento são os pacientes com doenças crônicas, que já passam por acompanhamento e participam de grupos de apoio. O atendimento é individual.

A acupuntura faz parte dos recursos terapêuticos da medicina tradicional chinesa e estimula pontos espalhados por todo o corpo, por meio da inserção de finas agulhas metálicas. O objetivo é tratar, prevenir de doenças crônicas e amenizar dores. O fisioterapeuta com especialização em acupuntura, Juliano Márcio Oliveira, irá realizar os atendimentos – três vezes por semana – na Policlínica Central.

 "O Brasil é referência mundial na área de práticas integrativas na Atenção Básica e nós queremos fazer parte disso. Vamos implantar a acupuntura aos poucos e, caso o resultado seja positivo, iremos ampliar o atendimento", explica a secretária de Saúde, Elisama de Freitas. "Isso é promoção em saúde. Queremos dar mais qualidade de vida ao morador de Camboriú".

Resultados do tratamento 

A eficácia do tratamento com acupuntura é comprovada cientificamente. Depois de mais de 25 anos de pesquisa, a Organização Mundial de Saúde (OMS) apresentou cerca de 80 doenças ou problemas de saúde que podem ser tratados por essa técnica.

Nos casos de lombar e nervo ciático, por exemplo, o tratamento apresentou melhora em 72%, um resultado superior à medicação convencional. Para enxaqueca e hipertensão, a eficácia foi igual ou superior ao tratamento com remédios, mas sem efeitos colaterais. Nos casos de artrite, a melhora foi em 100%.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA