O Município de Itajaí informa que a partir desta quarta-feira (16) o sistema de cobrança do estacionamento rotativo Zona Azul está encerrado. O contrato com a empresa que opera o serviço na cidade terminou na terça-feira (15) e não será prorrogado. Um novo processo de licitação, que vai contemplar melhorias e novas facilidades ao serviço, será lançado nas próximas semanas.

Mesmo após o término do atual contrato, a Estapar, que era a concessionária do serviço, vai manter seu escritório de atendimento ao cidadão, que fica na rua João Bauer, 440, no Centro de Itajaí. Nesta quarta-feira, os parquímetros foram desativados pela operadora, que também deve fixar nos equipamentos informações aos usuários sobre o encerramento do serviço e os canais de contato com a empresa.

Segundo a Estapar, quem possui créditos no cartão recarregável deve se dirigir ao escritório da empresa até o dia 30 de dezembro de 2020 para que seja realizada a devolução do valor remanescente. Após esta data, o usuário deverá consultar o site www.estapar.com.br/itajai para obter mais informações.

Já quem utiliza o aplicativo Vaga Inteligente e desejar o reembolso do saldo deverá acessar o site da empresa, a partir de 21 de dezembro de 2020, para saber mais sobre o procedimento. Os usuários do aplicativo ainda poderão continuar utilizando o saldo remanescente em outros serviços da empresa.


Nova concessão

A nova concessão para os serviços de estacionamento rotativo em Itajaí vai ao encontro das demandas e inovações necessárias para a Zona Azul e da revolução na mobilidade urbana já iniciada no Município, com a abertura de novas vias, binários e a construção de novas pontes e acessos para os bairros. A cidade conta hoje com uma população acima de 200 mil habitantes e mais de 150 mil veículos, o que requer um remodelamento no sistema de estacionamento rotativo.

Diante dessa necessidade, a Diretoria Executiva de Licitações e Contratos já iniciou a instrução de novo processo licitatório para a concessão das áreas de estacionamento rotativo, que vai contemplar um projeto inovador, com melhorias no sistema e a implantação de novas tecnologias alinhadas aos projetos de mobilidade urbana de Itajaí. O edital está sob a análise do Tribunal de Contas do Estado, por se tratar de uma concessão pública.

No Município de Itajaí, o desenvolvimento e a mobilidade urbana são temas correlacionados, tendo sido contemplados com um audacioso plano de investimentos para a realização de grandes obras. Estas melhorias trarão não só mudanças de impacto para o trânsito e o aumento da malha viária, mas soluções para o transporte público coletivo, por exemplo, na qualidade de vida da população e para a preservação do meio ambiente.

COMENTE ESSA HISTÓRIA