Entre os meses de janeiro e setembro de 2019, o município gerou 3.217 novas vagas. As informações são do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Esta é a melhor marca dos últimos cinco anos. A última vez que Itajaí ultrapassou a marca de três mil novos empregos com certeira assinada foi em 2014.

A abertura de novas empresas é um dos principais fatores na criação de novos postos de empregos formais em Itajaí. A cidade concretizará neste sábado (26) 150 novas contratações com a abertura da maior loja de departamentos do Brasil. A Havan terá sua segunda loja no município, agora no bairro São Judas. Além da empresa do setor varejista, Itajaí acolheu neste ano novas empresas do setor têxtil, náutico e de serviços.

O setor de serviços é o destaque do período na geração de empregos na cidade com mais de 43%, 1394 novas vagas. “A recuperação na movimentação de cargas de nosso porto é fundamental para os números positivos na geração de empregos, porque ele é a mola propulsora de nosso desenvolvimento”, avalia o prefeito Volnei Morastoni.

“Recentemente, nossos estaleiros foram premiados com os melhores barcos do Brasil, sem falar no consórcio Águas Azuis da Marinha do Brasil, no qual Itajaí será parte fundamental na produção das corvetas”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itajaí, Thiago Morastoni. “Tudo isso é fruto dos investimentos públicos em infraestrutura e qualidade de vida que fazem de Itajaí uma cidade diferenciada”, avalia Thiago.

O secretário lembra ainda que outra fonte de novos empregos formais na cidade é a ampliação e novos investimentos de empresas já instaladas na cidade. “O empresário local também é um investidor e o trabalho desenvolvido pela gestão municipal dá segurança para quem deseja ampliar seu negócio”, conclui Thiago Morastoni. 

COMENTE ESSA HISTÓRIA