Itajaí busca ser referência em saúde pública, limpeza urbana e cuidado com o meio ambiente. Para atingir esse objetivo, o governo municipal lançou nesta quinta-feira (18) a campanha “Itajaí mais linda e bem cuidada”. A iniciativa envolverá as secretariais municipais numa grande força-tarefa de limpeza da cidade e prevenção de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

A primeira etapa da campanha iniciou na segunda-feira (15) com a realização de um mutirão de limpeza pelos bairros. Conduzida pela Secretaria de Obras, a ação vai ocorrer por até 60 dias com a previsão de recolher mais de 11 mil toneladas de entulhos e resíduos. Ao todo, serão três equipes trabalhando diariamente com seis caminhões, uma carregadeira e quatro servidores.

Além da limpeza dos terrenos, será feita a roçada, capinação das ruas, pintura de meios-fios e nova jardinagem com flores. 

A limpeza já começou a ser feita nos bairros Cordeiros, São Vicente e Cidade Nova. Em maio, a previsão é que os trabalhos se concentrem no Dom Bosco, Vila Operária, São Judas, Centro, Ressacada, Nossa Senhora das Graças, São João, Imaruí, Barra do Rio, Fazenda, Fazendinha, Cabeçudas, Salseiros e Espinheiros. A reta final do mutirão será em junho nas localidades da Praia Brava e Itaipava. Nesta etapa, o investimento previsto é de R$ 980 mil.

“Cada um que produz lixo tem que ter consciência que é responsável pelo descarte adequado daquele material. O município está fazendo a sua parte e conclamamos a população para que abrace essa ideia e Itajaí continue linda e bem cuidada por todos”, afirma o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Balanço dos primeiros dias

O mutirão começou justamente pelas áreas mais críticas do município. Somente nos três primeiros dias do mutirão, a Secretaria de Obras já recolheu quase 500 toneladas de resíduos.

A maior quantidade foi retirada no bairro Cidade Nova, com 58 caminhões e 200 toneladas. O Cordeiros somou 170 toneladas de resíduos recolhidos com 44 caminhões. No bairro São Vicente foram 36 caminhões e 108 toneladas. 

Conscientização

Além da ação de limpeza da Secretaria de Obras, a campanha prevê a conscientização dos moradores para manter a cidade limpa e não jogar lixo em terrenos baldios, nas ruas e nas margens dos rios.

Para isso, cerca de 90 agentes de combate a endemias da Secretaria de Saúde vão orientar a população nos locais onde acontece o mutirão sobre o controle do Aedes aegypti e para evitar o acúmulo de lixo ou entulho. O objetivo é reforçar que o descarte irregular de materiais e resíduos contribui para proliferação de vetores que causam doenças.

Levantamento realizado neste ano também deixou a cidade em alerta para o alto de infestação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela: de cada 100 casas visitadas em Itajaí, cinco tinham focos do Aedes aegypti. A maior parte deles estava localizada em pequenos depósitos, de fácil eliminação, que foram encontrados em casas e comércios.

O mosquito também é transmissor da febre amarela, uma doença grave, que está circulando no Estado, mas tem prevenção através da vacinação disponível nas unidades de saúde. A cidade, inclusive, tem intensificado a aplicação da vacina nos moradores da área rural e próximos de matas.

Próximos passos

Além do decreto nº 11.591, que respalda o mutirão de limpeza, as próximas etapas da campanha “Itajaí mais linda e bem cuidada” inclui alterações na coleta seletiva, redução do uso de plástico, mutirão e limpeza dos rios, arborização da cidade e mudanças na legislação.

Para solucionar o descarte de entulhos e resíduos em terrenos baldios, o município também vai deixar mais rigorosa a fiscalização e aplicação de multas. A proposta em desenvolvimento é que proprietários de imóveis, comércios, ferros-velhos, depósitos e terrenos baldios adotem medidas de controle de vetores, sob pena de multa. 


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA