A 17ª edição da Noite dos Candelabros encerrou as comemorações do aniversário de 159 anos de Itajaí. A Igreja Imaculada Conceição ficou lotada durante os dois dias de evento. O concerto contou com cinco coros e um grupo vocal, solistas e instrumentistas que fizeram apresentações de canções clássicas, do estilo sacro-erudita.

O concerto reuniu quase 400 pessoas em seus dois dias de apresentações e emocionou o público com as interpretações musicais. “Foi muito bonito ver a igreja lotada de pessoas. Os coros cantaram maravilhosamente bem”, contou a aposentada, Delci Maria dos Santos.

Participaram da Noite dos Candelabros o Coro da Igreja Luterana de Itajaí, Coro Carpe Diem, Coro Villa-Lobos, Coro da Câmara de Vereadores de Itajaí, Grupo Vocal Licor de Pitanga e Coro Vozes do Vale. Os grupos apresentaram, durante duas horas, clássicos da música sacro-erudita como Hallelujah, de Händel, Canta Mais, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, e o Hino da Criação, de Franz Joseph Haydn.

“Queremos cada vez mais ter eventos assim. A Noite dos Candelabros é uma tradição linda da nossa cidade”, disse a diretora executiva da Fundação Cultural, Hilda Carolina Deola.

A Noite dos Candelabros surgiu na década de 1970 no Festival de Inverno. Na ocasião, era oferecida uma noite de corais com velas nos candelabros. Desde então, 17 edições foram realizadas encantando o público itajaiense. O evento foi organizado, em quase todas as edições, na Igrejinha Velha, como é popularmente conhecida pelos itajaienses, já que a arquitetura do local ajudava a difundir a atração no imaginário das pessoas. 

Confira o albúm com todas as fotos do concerto aqui.

COMENTE ESSA HISTÓRIA