O projeto “Escola no Porto”, criado pela Gerência de Meio Ambiente do Porto de Itajaí – GEAMB, recebeu em 2019 a visita de 389 estudantes. Ao todo foram 10 turmas de escolas de municípios da região da Foz do Rio Itajaí – AMFRI. A recepção de alunos e acadêmicos visa integrar a comunidade, aproximando e promovendo o relacionamento entre o porto e a cidade.

Os alunos são recepcionados pela esquipe da GEAMB no auditório da Superintendência do Porto de Itajaí – SPI, e participam de uma palestra sobre o funcionamento do Complexo Portuário e algumas ações realizadas pela Autoridade Portuária.

Depois, eles têm a oportunidade de fazer uma visualização panorâmica da área portuária no terraço do quarto andar do prédio da APM Terminals e conhecer a base de operações de emergência da Suatrans Marine (empresa contratada pela SPI para o atendimento emergencial).

“O objetivo do projeto é apresentar e difundir o conhecimento e as boas práticas da atividade portuária para alunos de universidades, cursos técnicos e escolas de todo o Brasil. Durante a visita são abordados temas como o contexto histórico do porto, sua evolução até os dias atuais, a importância do complexo portuário para a economia de Itajaí e região, bem como a constante necessidade de obras de infraestrutura e o cuidado com a preservação ambiental”, destaca José Luís Carpes, Agente de Autoridade Portuária.

Em 2019 a Superintendência do Porto de Itajaí recebeu o primeiro lugar no Índice de Desempenho Ambiental da ANTAQ – Agência Nacional de Transportes Aquaviários, com a maior pontuação entre os portos públicos brasileiros. Esse prêmio é o resultado dos trabalhos desenvolvidos pela equipe do porto em relação ao desenvolvimento sustentável e a responsabilidade e o compromisso socioambiental.

Para José, essa integração com as escolas e universidades busca motivar os futuros profissionais a práticas seguras e eficazes em suas atividades, buscando o desenvolvimento sustentável e o crescimento responsável.

“Nosso atendimento emergencial e os projetos socioambientais que desenvolvemos para monitorar e compensar o impacto causado por nossa atividade, se tornou referência para algumas escolas. Dentre esses projetos podemos destacar: Compensações ambientais; Programa de Monitoramento da Biota Aquática do Baixo Estuário do rio Itajaí-Açu, Saco da Fazenda e área Costeira; Programa de Monitoramento de Cetáceos; Programa de Monitoramento da Qualidade das Águas e dos Sedimentos do baixo estuário do rio Itajaí-Açu, Saco da Fazenda e áreas Costeiras Adjacentes; Programa de Controle Ambiental da Atividade de Dragagem; Programa de Monitoramento da Pesca Artesanal do Baixo Estuário do rio Itajaí-Açú; Programa de Monitoramento da Estabilidade dos Taludes nas margens do rio Itajaí-Açú; Programa de Monitoramento das Condições Hidrodinâmicas do Estuário do rio Itajaí-Açú e Plataforma Continental Adjacente; Programa Iniciativa Verde; Projeto Juntos pelo Rio; Projeto Escola no Porto; Projeto Porto em Ação; Programa Porto Saudável; Projeto Içando Velas para o Futuro; Plano de Gerenciamento de resíduos sólidos - PGRS; Eco pontos; Programa integrado da controle e monitoramento da Fauna sinantrópica nociva do Porto de Itajaí; Plano de contingência em saúde pública; Plano de emergência Individual - PEI; Plano de controle de emergência – PCE; Plano de Ajuda Mútua – PA; e Plano de área – P”, finaliza.


Para fazer o agendamento de sua escola ou universidade em 2020:

Gerência do Meio Ambiente.

Médelin Pitrez dos Santos:

medelin@portoitajai.com.br

(47) 3341-8065.


Jose Luís Carpes:

joseluis@portoitajai.com.br

(47) 3341-8306.


Texto: Ana Paula Baticini – Estagiária da Assessoria de Comunicação Social.

(47) 3341-8067.

Fotos: ASCOM/GEAMB/SPI.

COMENTE ESSA HISTÓRIA