Alinhado com as tendências internacionais e de países desenvolvidos, o Município de Itajaí implantará cerca de quatro quilômetros de rede de distribuição subterrânea de energia elétrica. O projeto orçado em R$ 37 milhões é o maior já aprovado pela Celesc em Santa Catarina. A proposta foi apresentada nesta segunda-feira (05) no gabinete do prefeito Volnei Morastoni, durante as assinaturas de ordens de serviços para cinco obras. 

O projeto executivo foi realizado pela Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri) e contempla as ruas Cônego Tomas Fontes, Silva, Tijucas, Marcos Konder e Contorno Sul (entre a Univali e terminal de ônibus). A licitação será internacional e será lançada em breve.

“Além de melhorar muito a estética da nossa cidade, essa nova iluminação integrará as obras de reurbanização das ruas centrais. Será uma grande transformação”, destaca o prefeito Volnei Morastoni.

A obra será custeada com recursos do financiamento internacional. "Esse é o maior projeto já aprovado pela Celesc em Santa Catarina. Também é um dos maiores em execução no Brasil. Seremos referência para outros municípios", afirma o assessor especial do gabinete do prefeito, Auri Pavoni. 

Financiamento internacional

O financiamento internacional faz parte do Programa Itajaí 2040 Moderna e Sustentável. Ele garante 28 diferentes obras e desapropriações em 17 bairros e localidades de Itajaí. Dom Bosco, Santa Regina, Itaipava, Cidade Nova, São Judas, Cordeiros, Nova Brasília, Centro, Praia Brava, São Vicente, São João, Murta, Baía, Campeche, Bambuzal e Fazenda receberão as transformações.

COMENTE ESSA HISTÓRIA