O equipamento, adquirido pela Secretaria de Saúde, vai substituir o antigo com mais de 10 anos de uso e possui maior tecnologia de captação de imagens.

Só no ano de 2019 foram realizados mais de 7500 exames de ultrassonografia geral e mais de 1200 cardiovasculares. O novo aparelho representa um avanço na agilidade do diagnóstico e assim o tratamento dos pacientes.

"Este novo aparelho possui software de análise de cada órgão, ou seja, pode detectar situações que não são percebidas pelo olho humano. Ele também pode verificar problemas em órgãos como o fígado sem necessitar que seja feita uma biópsia", destacou o Médico Cardiologista, Dr. Luís Eduardo da Rocha Silveira.


COMENTE ESSA HISTÓRIA