Os pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) passam por uma avaliação que define uma classificação de risco das lesões, agilizando assim o diagnóstico e tratamento de acordo com cada caso.

O atendimento é feito pela equipe do Centro de Referência Especializada (CERES) de Itapema, onde são captadas imagens por meio do exame de dermatoscopia e encaminhadas para o médico dermatologista que em até 72 horas avalia e emite um laudo. "Com isso pacientes com risco de câncer de pele ou risco elevado de lesão, o atendimento é imediato, já os casos mais leves seguem para o atendimento de acordo com o diagnóstico", explicou a enfermeira coordenadora do projeto, Gabriela Bohrer.

O Secretário de Saúde, Alexandre Furtado Kons dos Santos, destacou a importância da avaliação. "A teledermatologia é mais um avanço que implantamos na área da saúde para acelerar ainda mais o diagnóstico e o tratamento usando recursos da tecnologia", explicou.



COMENTE ESSA HISTÓRIA