O presidente da Câmara Municipal de Navegantes, vereador Paulo Rodrigo Melzi (MDB), reuniu com a secretária municipal de Assistência Social, Mary Cleide Tambosi, na manhã desta sexta-feira (17), para verificar a realidade da pasta em termos de recursos financeiros e de pessoal, as necessidades para atender devidamente as famílias em situação de vulnerabilidade social no município e conhecer em detalhes a atuação da Secretaria na distribuição do auxílio emergencial, por meio da doação de cestas básicas, adquiridos com auxílio financeiro do Poder Legislativo Municipal.

Em 23 de março, há quase um mês, a Câmara Municipal de Navegantes efetuou a devolução antecipada de R$ 100 mil oriundos do duodécimo aos cofres do Município, para auxiliar a Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, na aquisição das cestas básicas para atendimento de famílias em situação de vulnerabilidade social. Ressaltando que a distribuição ficou à cargo da pasta, seguindo todos os critérios técnicos, com análise socioeconômica e avaliação cadastral efetuada pelas assistentes sociais.


Aquisição de materiais de higiene

Durante o encontro, foi anunciada a intenção de utilizar o novo repasse de R$ 100 mil oriundos do duodécimo aos cofres do Município, para que a Secretaria Municipal de Assistência Social possa adquirir materiais de higiene e limpeza para distribuir às famílias em situação de vulnerabilidade social. Os departamentos jurídicos e de compras deverão avaliar a legalidade da proposta e modelo a ser adotado para aquisição e distribuição dos materiais.

"Estamos avaliando esta possibilidade, a ideia foi muito bem recebida pela Assistência Social e é um grande benefício às famílias, pois nem todos possuem condições financeiras para adquirir produtos para higiene pessoal e limpeza das residências. Discutiremos com o prefeito esta medida no ato de devolução, programado para a quinta-feira (23) e anunciaremos a destinação deste valor na próxima semana", informa o presidente da Casa, vereador Paulo Melzi.

Mais de 2.000 cestas básicas foram distribuídas

Conforme a secretária, a distribuição do auxílio emergencial, concedido às pessoas que efetuaram o cadastro na secretaria e foram aprovadas em estudo socioeconômico realizado pelas assistentes sociais por telefone, chegou a pouco mais de 2.000 cestas básicas entregues, restando aproximadamente 180 pendentes. "O recurso devolvido pela Câmara de Vereadores auxiliou muito nesta ação e pudemos distribuir mais de duas mil cestas básicas. Cerca de 180 inscritos ainda estão pendentes porque nossas assistentes não conseguiram contato após o cadastro. Por isso, devem procurar a Assistência Social para atualizar estas informações a fim de viabilizar o recebimento do auxílio emergencial", explica.

A partir de agora, a Assistência Social disponibilizará o benefício eventual, fornecido mensalmente às famílias que ainda necessitarem de auxílio e permanecem em situação de vulnerabilidade social. "Para receber este benefício, os interessados deverão procurar nossos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS, localizados nos Bairros São Paulo (CRAS 1) e Nossa Senhora das Graças (CRAS 2). Lá, serão atendidos e entrevistados pelas assistentes sociais, que farão a análise da situação socioeconômica de cada solicitante para aprovar a concessão do benefício", esclarece.

Reforçando que o CRAS 1, do Bairro São Paulo, abrange o território com os seguintes bairros: Gravatá, Meia Praia, Centro, São Pedro, São Paulo e Pedreiras. Já o CRAS 2, do Bairro Nossa Senhora das Graças, atende moradores dos seguintes bairros e localidades: São Domingos I e II, Nossa Senhora das Graças, Porto das Balsas, Machados, Volta Grande e região do interior (Escalvados, Porto Escalvado, Escalvadinhos, Escalvândia, Hugo de Almeira, Areias).

COMENTE ESSA HISTÓRIA