A Prefeitura de Camboriú informa que o Rio Camboriú está em nível crítico. O canal está com 1,27 metro de altura. Com isso, o abastecimento de água de residências do município e de Balneário Camboriú pode ser afetado. A Fundação do Meio Ambiente (Fucam) e a Secretaria de Proteção e Defesa Civil, em parceria com a Emasa e a concessionária Águas de Camboriú, realizam medidas preventivas para contornar a situação.

A orientação aos moradores é que façam o consumo consciente da água. Entre as medidas que podem ser adotadas pelos moradores estão evitar banhos longos, escovar os dentes de torneira fechada, não lavar veículos e calçadas com mangueira e fechar possíveis vazamentos. "Essas ações de consumo consciente devem ser aplicadas todos os dias, não somente em momentos de secas do rio", orienta a presidente da Fucam, Liara Rotta Padilha Schetinger.

Devido à falta de água, a coloração do Rio Camboriú também foi afetada. O pouco nível de água impossibilita a diluição dos esgotos do município, que não tem cobertura de rede de tratamento. Outra orientação aos moradores é que regularizem o sistema de tratamento unitário de suas residências – fossa séptica e filtro anaeróbico. A comunidade pode procurar a Secretaria de Saneamento Básico para mais informações.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277



COMENTE ESSA HISTÓRIA