Um total de 483 alunos/atletas participaram da primeira edição do programa "Saúde no Esporte", encabeçado pela Secretaria de Saúde junto da Secretaria de Esporte e Lazer (Semel). As últimas avaliações foram realizadas na sexta-feira passada, dia 24, dando números finais à ideia de elevação da qualidade do esporte nos níveis da base ao rendimento.

"Ao longo do ano nossos profissionais realizaram quatro avaliações clínicas, obtendo dados que agora serão reavaliados nos próximos anos. Dessa forma, a equipe do Esporte poderá realizar um monitoramento mais aprimorado da saúde de cada aluno/atleta", avalia o secretário de Saúde, Vinício José Santos.

Equipes de enfermagem, odontologia e médica coordenaram as ações ao longo do ano. "É muito importante conhecermos a saúde das crianças que integram as escolinhas e também as equipes de rendimento do município. É um segurança para um trabalho, focado no futuro", reforça o secretário de Esporte, Fernando Manoel Santos.

O trabalho está mantido para o ano que vem. "E para o ano que vem nossa meta é de 100%. Vamos tornar as avaliações mensais, ampliando também a verificação para odontologia e também verificação da situação vacinal", pontua Fernando. Ao todo. 1200 alunos integram as Escolas de Esporte.

O professor coordenador das, populares escolinhas, Alexandre Seifert, diz que com o trabalho "passamos a conhecer a saúde de cada aluno/atleta, possibilitando um trabalho diferenciado e seguro – tanto para o aluno, quanto para o professor", afirma. "Nossa preocupação maior é com a saúde das crianças", completa.

Hoje, uma equipe de 16 profissionais habilitados, ministra aulas de dez modalidades: Basquete, Futsal Masculino, Judô, Taekwondo, Karatê, Xadrez, Futebol de Campo, Voleibol, Vôlei de Praia e Atletismo. "Essa parceria entre a Saúde e o Esporte vai ao encontro do nosso trabalho de acolhimento e que foca ainda na prevenção como forma elevar a qualidade de vida do piçarrense", finaliza secretário de Saúde, Vinício.

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277



COMENTE ESSA HISTÓRIA