Diante da repercussão do caso da cachorra Aline, recolhida pelo Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread) na última terça-feira, dia 13, o Prefeito Napoleão Bernardes convocou neste domingo, dia 18, uma reunião para ouvir esclarecimentos técnicos do caso. Na presença do vice-prefeito Mário Hildebrandt, da secretária de Saúde, Maria Regina de Souza Soar, e de alguns membros do governo, o diretor do Cepread, Luís Carlos Kriewall, informou as circunstâncias e fatos que levaram ao procedimento de sacrificar o animal.

A equipe do Cepread seguiu protocolo validado pela lei Nº 1.489 (do Código do Bem Estar Animal, aprovado há pouco mais de um ano pela Câmara de Vereadores após ampla e longa discussão no legislativo) para realizar o procedimento na cachorra que estava em sofrimento, tendo sido consultada uma junta de veterinários. Para que se tenha total transparência dos acontecimentos e preocupado com a causa do bem estar animal, o prefeito determinou a abertura de sindicância interna para apurar as circunstâncias do ato médico veterinário.

Nesta segunda-feira, dia 19, haverá uma reunião extraordinária do Conselho Municipal do Bem Estar Animal (Combea), às 15h, na Escola Técnica de Saúde (Etsus), onde, por sugestão de Bernardes, os membros do Conselho discutirão a revisão do protocolo, se entenderem ser este o caminho. A reunião é aberta ao público. A Prefeitura de Blumenau, junto com a Diretoria de Bem Estar Animal, deve realizar uma campanha incentivando a população a identificar o seu animal de estimação e reforçando as práticas de adoção e guarda responsável.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)


COMENTE ESSA HISTÓRIA