Uma parceria entre a Prefeitura de Blumenau e empresários do município, na maioria do setor de tecnologia, possibilitou a implementação de uma nova ferramenta de teleatendimento médico para a população, em combate ao Coronavírus (Covid-19).

O serviço já disponível para a população e oficializado na semana passada, funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h e atende por meio do WhatsApp no número (47) 9 9935-3561, contando com apoio de Inteligência Artificial.


Como funciona?

Ao utilizar o teleatendimento, a pessoa que têm dúvidas sobre a Covid-19 ou apresenta sintomas como febre, tosse, cansaço, dificuldade para respirar e perda de olfato e paladar, passa por uma triagem realizada por um robô dotado de Inteligência Artificial (IA), treinada diariamente, de acordo com as novas descobertas relacionadas aos tratamentos e sintomas do covid-19. Assim, por meio de perguntas simples o robô é capaz de encaminhar para a consulta médica somente os casos suspeitos, que então, serão atendidos por um médico, por chamada de vídeo, chat ou chamada de áudio.

Quem entrar em contato fora do horário de expediente dos médicos e for classificado na triagem para passar à etapa seguinte, receberá informações sobre os postos de atendimento presenciais e seus horários de atendimento.

O chat de teleatendimento médico, que já está disponível para a população, vem integrar outras ações que estão sendo realizadas, como o Alô Saúde Blumenau, o Whatsapp de orientação sobre o Coronavírus e ainda, auxiliará a Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) a ampliar a capacidade de atendimento, tirar dúvidas e identificar casos suspeitos de Covid-19.

“São ferramentas que, por meio da tecnologia e da interação entre comunidade e profissionais de saúde, possibilitam que a pessoa possa descrever seus sintomas, receber uma orientação clínica mais assertiva e naqueles quadros em que é recomendado, fique o máximo possível em casa, se cuidando e praticando o isolamento social, tão importante para tentar evitar o crescimento de casos positivos no nosso município”, enfatizou o médico e secretário da Saúde de Blumenau, Winnetou Michel Krambeck.


Viabilização

Para entrar em funcionamento, a plataforma foi construída seguindo todos os padrões estabelecidos pela portaria 467/2020 do Ministério da Saúde, que dispõe sobre as ações em telemedicina durante a pandemia, e atendendo a todos os preceitos éticos, autonomia, bem como segurança e proteção das informações dadas pelos usuários.

O uso da telemedicina, em caráter excepcional no combate ao Coronavírus, foi autorizado no Brasil pelo Conselho Federal de Medicina, em 19 de março. Desde então, a Administração Municipal buscou formas para viabilizar o serviço e implementá-lo. Foi então que o “Grupo Empresas pela Telemedicina”, que é como se autointitulam os financiadores do projeto, realizou a doação da ferramenta ao município.

São financiadoras do projeto a HBSIS, Viacredi, IBM e Jus Medicina Direito Médico. A iniciativa ainda conta com o apoio da Sociedade Brasileira de Médicos Executivos, Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Cuka Filmes, Associação Empresarial de Blumenau, Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência, Lector Tecnologia, Ezok Inteligência Artificial e Sonica.

Agora, com o atendimento disponível para a população, a meta é levantar mais R$ 160 mil, o que viabilizaria um total de 40 mil consultas por teleatendimento, o equivalente a uma cobertura de 11% da população de Blumenau. Esse plano foi estabelecido considerando as estimativas de autoridades em saúde, que projetam uma escalada da incidência do vírus nos meses de maio e junho no país.

COMENTE ESSA HISTÓRIA