Com 15 votos favoráveis, a Câmara de Vereadores de Itajaí aprovou na tarde desta terça-feira, 10 de novembro, requerimento solicitando a presença do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (subseção Itajaí), Renato Felipe de Souza, para esclarecer denúncias veiculadas na imprensa em torno da qualidade da água distribuída na cidade. Três vereadores votaram contra o convite e dois estavam ausentes na votação da matéria.

O requerimento, apresentado pelo vereador Thiago Morastoni (MDB), leva em conta as recentes notícias de possível ingerência do presidente da OAB-Itajaí nos fatos relacionados à distribuição de água potável pelo Semasa à população. Conforme noticiado, a instituição encabeçou uma série de denúncias sobre a má qualidade da água mesmo o laudo que embasou essas afirmações tendo sido solicitado por uma pessoa que não é membro da entidade. Não houve, sequer, comprovação de que a amostra de água analisada foi distribuída pelo Semasa.

O vereador proponente salientou a importância dos esclarecimentos tendo em vista o dano que tais alegações têm causado aos munícipes. Bem como o prejuízo ocasionado também à instituição Ordem dos Advogados do Brasil, comumente pautada na ética e bem-estar da população.

Houve tentativas veementes de tentar barrar a aprovação do convite. Votaram contra o requerimento os vereadores Fernando Pegorini (PSL), Marcos Venício (PSDB) e Ricardo Lamim (Avante). Os vereadores Edson Lapa (PSL) e Níkolas Reis (Podemos), este último presente na casa, não votaram e foram contabilizados como ausentes. Todos os demais foram favoráveis ao requerimento. Renato Felipe de Souza foi convidado a comparecer à Câmara em data a ser por ele definida com tanto que comunique a casa com 24 horas de antecedência. 


COMENTE ESSA HISTÓRIA