O Programa Tatu de Educação Socioambiental, por meio da Fundação do Meio Ambiente de Camboriú (FUCAM), é responsável pela implantação, reorganização e manutenção de hortas em seis Centros de Educação Infantil (CEI) de Camboriú. As etapas e procedimentos são feitos em parceria com as secretarias de Obras e de Educação, que fornecem os materiais e insumos necessários, e a manutenção é feita juntamente com professores e crianças das unidades de ensino. Os alimentos são destinados para consumo interno.

 "A maioria das crianças ainda não tem conhecimento da origem dos alimentos e nem contato direto com esse tipo de atividade. Quando começam a participar do projeto, eles passam a ver os alimentos de outra forma, como um fruto do próprio trabalho. É um estímulo, tanto para o aprendizado, quanto para a alimentação e bem estar diário", relata a educadora ambiental Sirléia Cristina Lopes Sebold.

 O procedimento de implantação, que inclui desde estudos iniciais do espaço a ser utilizado, foi feito nos CEIs João de Souza Arruda, Mariza Galdini, Prof° Alcimar de Souza Vieira e Odete Ramos Poltronieri; e a reorganização de canteiros, nos CEIs Profª Otília Santos da Silva e Julita Pereira. O Programa Tatu desenvolve atividades com as crianças dos pré III das unidades, que acompanham e participam de todas as etapas, incluindo manutenção e colheita. A FUCAM está estudando a implantação de hortas nos CEIs Maria Bittencourt Saut e CAIC Jovem Ailor Lotério.

 Horta no CEI Otília 

 Todas as segundas, quartas e sextas-feiras as crianças participam da manutenção da horta, regando e retirando plantas daninhas. Sob orientação da FUCAM, elas também auxiliam na adubagem e no replantio dos canteiros, prática feita geralmente em um intervalo de tempo de três meses. A horta já existia desde 2017, mas foi reorganizada e replantada pelo Programa Tatu.

 Nos cinco canteiros que a unidade dispõe são cultivados, alface, rúcula, salsinha, cebolinha, e morango, todos para consumo interno. Ao todo, são 50 crianças participando dos cuidados, divididos nas turmas A e B do Pré III.

 "Muitos pais nos contam que as crianças pedem para comprar sementes para plantar em casa, que querem ajudar a cuidar da horta ou do jardim de casa também. Além de interativo e divertido, esse trabalho está apresentando resultados positivos", destaca a diretora da unidade, Juliana Dacoregio. "Eles repassam os ensinamentos e esse interesse pela natureza para a família, o que estimula uma interação saudável", completa.

 


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA