A informação de que os produtos estariam sendo comercializados ilegalmente chegou à entidade a partir da informação de um empresário associado.

Os uniformes foram apreendidos por volta das 16h de sábado, na Rua Curitibanos, em Balneário Camboriú. O material estava com uma mulher que mora em Blumenau mas residiu durante muitos anos em Camboriú e vem sendo procurada há anos com suspeita de falsificação de produtos. Neste endereço, os fiscais da prefeitura encontraram camisetas, moletons, bermudas e calças dos colégios Energia e Aster, que vinham sendo comercializados de forma clandestina para pais de alunos.

Os produtos eram oferecidos através de grupos de WhatsApp. A presidente da CDL, Eliane Colla, lembra que pirataria é crime e deve ser permanentemente combatida pela sociedade. "É muito importante que o consumidor também tenha consciência disso. Queremos tanto uma mudança no comportamento político e cultural do nosso país, mas temos que começar revendo hábitos como cidadão", observa a empresária. Ao longo de 2019, a CDL  de Balneário Camboriú dará ênfase a ações e campanhas contra a pirataria e o comércio ilegal.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA