Na ocasião, a concessionária Águas de Camboriú apresentou uma proposta de saneamento que está sendo discutida com o poder público municipal.

O projeto prevê que serão investidos mais de R$100 milhões de reais para a cobertura de 100% do sistema de tratamento de esgoto na área urbana de Camboriú.  A iniciativa ainda conta com a instalação de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) na cidade. Durante o encontro, o Presidente da Águas de Camboriú, Carlos Roma Júnior, apresentou dados da concessionária desde sua chegada a cidade e ressaltou a importância de implantar o projeto no município. “Hoje em dia o esgoto de Camboriú cai direto no rio e não queremos que isso aconteça mais. O município e toda a população só têm a ganhar com esse projeto. Já apresentamos a proposta ao Executivo com possíveis locais para receber a ETE e todos os detalhes do que pretendemos por em prática, mas para isso precisamos da aprovação do poder público municipal”, destacou.

Segundo a Presidente da Acibalc, Maria Pissaia, o papel da associação é auxiliar nos assuntos que impactam na vida da população. “O esgoto de Camboriú diz respeito não somente a cidade, mas a Balneário Camboriú também. Então, nada melhor do que trazer soluções para que a sociedade e os empresários saibam que existem boas alternativas para melhorar essa situação. É um problema urgente e a sociedade civil precisa pressionar o poder público para que soluções sejam colocadas em prática o quanto antes”, ressalta.


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA