Ao todo, foram realizadas 1.004 visitas domiciliares entre os quatorze bairros do município. Nesta semana, as quatro equipes de saúde e uma administrativa, que foram contratadas exclusivamente para este serviço, visitarão as residências do Centro da cidade.

O ponto de partida é a busca ativa dos mais de 8.150 pacientes que já positivaram para a doença, por meio do cadastro do sistema municipal de saúde. Desta forma, as equipes são organizadas para realizarem as visitas domiciliares, das 8h às 17h30, estendendo-se em alguns sábados para atender os pacientes que retomaram suas atividades e não conseguem estar presente no domicílio. Na visita, o estado de saúde do paciente é examinado, avaliando as possíveis sequelas e necessidades que o mesmo possua e, assim, realizar os encaminhamentos necessários. Os profissionais contam com Equipamentos de Proteção Individual (EPI), efetuando a troca a cada domicílio que visitam, além da identificação individual para comprovar que são habilitados do município.

Também são avaliadas as condições de saúde dos familiares, proporcionando um atendimento integral, que investigue a saúde física e emocional de todos os envolvidos da família. Além disso, dados estatísticos são computados para identificar quais os tipos de sequelas que estes pacientes apresentam e que possam ser resolvidas antes de uma necessidade de internação hospitalar, evitando assim ocupação dos leitos.

COMENTE ESSA HISTÓRIA