A construção civil é um dos setores que mais cresce em Santa Catarina. Balneário Camboriú é, territorialmente, uma das menores cidades do estado, mas considerada a 11ª mais populosa. Número que cresce a cada dia, assim como o número de edifícios. Apesar de ser o metro quadrado mais caro do país, de acordo com o Sindicado da Indústria de Construção Civil do município (Sinduscon BC), até o fim de 2017, aproximadamente 50 obras serão aprovadas e conta com mais de 100 projetos inscritos na prefeitura. 

A vocação para a construção civil de Balneário Camboriú é tão latente que duas construtoras do município estão entre as cem maiores do Brasil em volume de metros quadrados ativos em 2016. A FG Empreendimentos, por exemplo, é a mais bem colocada entre as especializadas em imóveis residenciais no Sul do país. Dos seus projetos saem cinco entre os mais altos do Brasil. Em 2017, gerou 1,5 mil empregos diretos e indiretos na região. 

BC reagiu bem à crise econômica

A FG Empreendimentos possui um total de 43 prédios já construídos, 10 em andamento e mais 10 projetos em processo de planejamento. Mesmo com bons números, o diretor Comercial e Marketing da construtora, Altevir Baron, afirma que o primeiro semestre de 2016 foi um dos mais difíceis para o setor. "Assim como todos ou quase todos os mercados e ramos de atividade, nós também fomos atingidos pela retração econômica, mesmo de forma mais amena. Foi uma época em que se notou uma desconfiança dos investidores devido à crise política e consequentemente alguns indicadores econômicos geraram este sentimento", comenta Baron.

Apesar disto, Balneário Camboriú reagiu muito bem neste momento. "Considerando o cenário macro econômico do Brasil, aqui na região nós vivemos um ponto fora da curva bem positivo, apesar das dificuldades encontradas no segmento de construção civil em todo o Brasil", afirma.  Baron acredita que são em momentos como este que as empresas se fortalecem em capital intelectual e estratégico. "Diante dos desafios encontrados é preciso inovação e muita garra de toda equipe". 

Já em 2017, o setor pode voltar a respirar e observar  uma melhora crescente tanto nas vendas quanto no volume de negócios. "O momento é propício para aquisição de imóveis aos investidores, visto que este negócio é um investimento mais seguro. Principalmente em Balneário Camboriú que se tornou referência no cenário nacional como um dos melhores lugares para se investir e morar no país", comemora Baron.  Nos próximos cinco anos, a FG pretende expandir os negócios com lançamentos e entrega de mais 10 prédios. 

Itajaí

O município de Itajaí está prestes a receber nos próximos meses cinco novos hotéis. Até o fim de 2018, a cidade deve dobrar o número de leitos, chegando a 3,8 mil vagas. Entre estes empreendimentos está o 1º Hilton Garden Inn da região Sul e terceiro com a bandeira no Brasil. A bandeira Hilton Garden Inn possuí mais de 650 hotéis no mundo. A unidade de Itajaí, que faz parte do Complexo Riviera, integra um edifício comercial, o Riviera Business & Mall e conta com 153 suítes de categorias de luxo.

 O Hilton Garden Inn da Praia Brava é assinado pela Atlantica Hotels, Grupo Hilton e Grupo Riviera, que conta com 14 empreendimentos construídos nas cidades de Balneário Camboriú, Itajaí, Itapema e Governador Celso Ramos. Assim como as demais construtoras, o Grupo Riviera também sentiu a crise de 2016 e segundo o diretor Executivo, Vanderlei Silva, o ano de 2017 deu sinais de retomada no setor com as melhores expectativas para a construção civil em 2018. 

Para o setor imobiliário, a expectativa também é de melhoria para os próximos meses. De acordo com Keity Bellini Morastoni, proprietária da Class Negócios Imobiliários, a perspectiva é de que a economia volte a reagir, e o mercado aqueça como quatro anos atrás. A empresa conta com aproximadamente 200 imóveis à venda, sendo que destes, 20% são de luxo. Keity comenta que a maioria dos clientes optam por comprar imóveis já prontos ou prestes a serem entregues e que raramente investem em projetos na planta.

Itapema mostra potencial para Construção Civil

Seguindo o exemplo da vizinha Balneário Camboriú, Itapema vem se destacando no setor da construção civil e imobiliário. Com oito praias e uma estrutura que se moderniza a cada ano que passa, o município já demonstra estar no caminho certo do sucesso das construções de luxo. A cidade tem chamado a atenção de ilustres turistas como o jogador de futebol Neymar, o apresentador Ratinho e o cantor Alexandre Pires, que adquiriram imóveis na cidade. 

De acordo com um levantamento do Sindicato das Indústrias de Construção Civil de Itapema, realizado em 2016, 70% do total de empreendimentos imobiliários disponíveis são produtos cujo valor supera 700 mil Reais. Dentro desses 70%, 41% são ofertas de padrão elevado, com valores entre R$ 700 mil e R$ 1 milhão; 19% são de padrão luxo, custando entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões; 10% estão dentro do padrão super luxo, superando a faixa de R$ 2 milhões.

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277



COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais