A variação entre a soma de itens de menor valor (R$68,93) e de maior valor (R$113,74) pode chegar a 65,01%. Isso foi o que comprou a pesquisa de preços realizada pela Procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon) de Itajaí referente ao mês de novembro. Veja a pesquisa completa no anexo abaixo da matéria. 

O papel higiênico é o item com maior variação de preço, de R$1,39 a R$5,75, uma diferença de 313,67% entre o mais barato e o mais caro. Em seguida vem a margarina com uma variação de 196,43% e o creme dental de 192,66%. O pão francês, por sua vez, manteve a menor variação de preço de 20,03%, de R$7,99 a R$9,59.

O Procon também realiza uma pesquisa de preço de Grandes Marcas. A maior variação foi constatada no preço do absorvente Sempre Livre (115,58%), seguido do amido de milho Maisena (115,24%) e o fermento químico Royal (105,14%).

O somatório de preços dos itens mais baratos das grandes marcas ficou em R$188,04 e dos itens mais caros em R$286,22, uma variação de 52,21%.

A Procuradoria alerta para a importância da pesquisa de preço para o orçamento doméstico. Para os consumidores que não podem se deslocar e pesquisar em muitos estabelecimentos, vale observar os preços dos produtos por unidades de medida (litro, metro, peso). Os estabelecimentos tem o dever de expor o preço por unidade de medida, geralmente colocando-os logo abaixo do valor do produto. 


O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277



COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais