Durante sexta-feira e o sábado, dias 13 e 14, será promovida a edição de outubro da Feira Cultural de Camboriú, na Praça das Figueiras. No sábado, a partir das 17 horas, também será realizado o Viva Praça, com músicos locais e apresentações de dança e coral. Os dois eventos, que buscam ocupar o espaço público com arte e cultura, são realizados todo segundo final de semana do mês. A próxima edição já está marcada para os dias 10 e 11 de novembro.

O Viva Praça começa às 17 horas com o coral infantil do Colégio Visão seguida, às 17h30min, por uma apresentação do Grupo Infantil de Dança Colégio CECAM. Às 17h45min, o músico Jota Cezar fará uma performance com seu saxofone. O evento deve encerrar com uma banda de rock, que começa a tocar às 18h30. Caso chova nos dias, os eventos serão cancelados.

A coordenadora de Programas Culturais da Fundação, Vera Roberto, conta que uma variedade de artesanatos estará à venda durante a Feira Cultural – entre eles, roupas de boneca, esculturas em madeira, luminárias, colchas, almofadas e travesseiros, patchwork, bolsas, toalhas de louça, roupas customizadas, laços e tiaras de cabelo, brincos e peças em crochê.

A artesã Ivana Maria de Oliveira Prada produz luminárias únicas a partir de peças de PVC há seis anos. Ela e o marido, Evalci Carlos, trabalham juntos em seu atelier no bairro Taboleiro, de onde saem os produtos da Prada Decorações – marca que os dois criaram. Segundo Ivana, a participação na Feira Cultural é uma oportunidade a mais para apresentar sua arte à população, que também pode encontrá-la na Internet ou diretamente no atelier. "O artesão hoje está mais valorizado, as pessoas estão gostando mais do nosso trabalho", comenta.

Para a presidente da Fundação Cultural de Camboriú, Judite da Silva Piza, além de servir de vitrine para os artesãos e de fomentar a produção artística, a Feira Cultural também incentiva o desenvolvimento da economia local. "Comprar do produtor local é sempre um benefício para toda a cidade, porque mantém a renda girando entre a comunidade. A ocupação do espaço público com arte e cultura também incentiva a valorização desses ambientes", acredita.

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais