A CASAN anuncia que reforçou as equipes que trabalham na Avenida José Temístocles de Macedo – a Beira Mar de Balneário Piçarras. Atualmente, há frentes de trabalho focadas na implantação da rede coletora de esgoto, na rede emissária de esgoto e também na recomposição da pavimentação da via.

“Pedimos desculpas aos moradores e comerciantes por conta dos transtornos que a obra vem causando, mas ressaltamos que essa obra irá elevar a qualidade de vida de toda comunidade. Estamos aumentando as equipes para concluir as obras na Beira Mar o quanto antes”, destaca um dos responsáveis pela fiscalização das obras no município, engenheiro Bruno Guimarães Oliveira.

Na Beira Mar, as equipes vêm atuando em redes mais profundas e com bastante água nas valas que sofrem as ações da maré – que precisa ser drenada para que as tubulações sejam perfeitamente instaladas. Enquanto essa ação evolui, há outra equipe se dedicando exclusivamente a recompor a pavimentação de todo o trecho que já recebeu a rede do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES).

Paralelo aos esforços redobrados na Beira Mar, a CASAN também direciona equipe de trabalho na Rua Alexandre Guilherme Figueredo - entre as Avenidas Emanoel Pinto e Nereu Ramos – e próximo à ponte do Rio Piçarras. Nos setores, há implantação de rede coletora e emissário, sucessivamente.

Além das ações nas duas vias, a CASAN possui equipes atuando na revisão de pavimentação, caixas de inspeção (CIs), poços de visita (PVs) e também em acabamento final em diversos pontos de Balneário Piçarras. Por isso, a CASAN pede atenção com relação à sinalização de segurança. "Nosso foco é zelar pela segurança da comunidade e de todos os trabalhadores envolvidos na obra", alerta o engenheiro Bruno Oliveira.

A CASAN informa ainda que as obras de assentamento das redes do SES de Balneário Piçarras se aproximam da fase final. Enquanto a rede emissária chegou aos 85% de implantação, a rede coletora de esgoto já alcançou os 95%. Os 85% da rede de emissários representam mais de 3,150 quilômetros de tubos. Os 95% da rede coletora são formados por mais de 34 quilômetros e 2.480 pontos de futuras ligações domiciliares -  ligações que só poderão ser feitas pelos usuários quando a CASAN der autorização.

ETE em constante evolução

As obras da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), no bairro Santo Antônio, deram mais um importante passo nesta quarta-feira, 27. Mais 45 metros cúbicos de concreto foram utilizados em mais uma etapa de construção das paredes do tanque de aeração.

Além disso, já há ações de estaqueamento e concretagem em outros setores como, na casa do soprador, laboratório, decantador, desaguador e leito de secagem e também no decantador lamelar.

A CASAN está investindo R$ 23,2 milhões nessa unidade, que terá um dos mais completos sistemas de tratamento de esgoto do Estado.  A ETE de Balneário Piçarras contará com sistema de tratamento em nível Terciário, considerado o mais avançado, pois além de matéria orgânica remove substâncias como fósforo e nitrogênio.

Aviso sobre ligações antecipadas

A CASAN reforça um alerta à comunidade: as redes residenciais ainda não podem ser ligadas à rede coletora recém-implantada. O alerta se faz necessário em virtude de diversas ligações já terem sido encontradas pelos fiscais da CASAN e que acabam sendo desfeitas por conta dos danos que os próprios moradores podem ter.

"Para que o esgoto dos imóveis seja coletado e tratado pela CASAN, todo o Sistema, incluindo a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), deve estar concluído. Caso o morador ligue seu imóvel à rede antes da liberação, poderá ter problemas com refluxo de esgoto em sua casa e extravasamentos nas ruas", explica o engenheiro Bruno Guimarães Oliveira. A ligação antecipada também poderá trazer sérios prejuízos à balneabilidade das praias de Balneário Piçarras.

A CASAN recomenda que situações de ligações irregulares sejam comunicadas no telefone (47) 3345.0739 - escritório local da estatal - ou ainda diretamente à empresa terceirizada que está executando todo o trabalho, a Itajuí Engenharia de Obras Ltda. Neste caso, os avisos podem serem feitos pelo telefone (47) 3347.0317 ou no escritório da Itajuí, situado, na Avenida Sambaqui esquina com Rua Arthur Colsani, no bairro Santo Antônio - atrás do Museu Oceanográfico da Univali.

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA