A chuva forte que caiu em Brusque e Blumenau, no Vale do Itajaí, e em Joinville e Jaraguá do Sul, no Norte do estado, na tarde e noite desta terça-feira (16) provocou alagamentos e deixou pessoas ilhadas. Não há registros de feridos ou desalojados.

Brusque

Na cidade, segundo o Corpo de Bombeiros, os mais afetados foram os bairros Estepe, Bateias e São Pedro. “Em 35 minutos foram registrados 48 mm de chuva região, é alagamento na certa. A chuva forte já passou. Aos poucos, a chuva vai acalmar na região. Agora, está indo para o Litoral Norte”, disse Leandro Puchalski, da Central NSC de Meteorologia.

Segundo os bombeiros, ao menos seis casos de famílias retiradas de casa por barcos foram atendidos pela corporação. Além disso, houve desmoronamentos de terra nos fundos e em cima de residências.

Por volta das 18h, caía uma chuva fraca na cidade, a água levada pela enxurrada para dentro de casas e bairros começava a baixar e os atingidos por alagamentos começavam a voltar para suas residências, conforme os militares.

A Defesa Civil registrou em torno de 30 ocorrências no município, entre alagamento, deslizamentos e queda de muros e árvores. O bairro em que houve maior volume de chuva foi o São Pedro.

Foram registrados alagamentos nos bairros São Pedro, Primeiro de Maio, São Luiz, Centro, Bateas e Guarani, segundo a Defesa Civil municipal.

A Secretaria Municipal de Saúde de Brusque informou que a unidade básica de saúde do bairro Steffen não terá atendimento nesta quarta (17) e quinta (18) porque houve alagamento no local. Os pacientes que têm consultas agendadas serão remarcados.

Quem precisar de atendimento de urgência e emergência, deve procurar a unidade básica de saúde Central.

Blumenau

Já choveu em sete dias na cidade o esperado para todo o mês de janeiro. A Defesa Civil colocou a cidade em alerta por causa dos deslizamentos, em especial na área central e nos bairros Fortaleza, Garcia e Velha.

Os bombeiros foram chamados pra socorrer duas pessoas ilhadas, sendo uma dentro de um carro e, a outra, uma senhora, dentro de casa, com água na altura da cintura.

No bairro Vorstadt, houve um deslizamento (veja vídeo acima). Duas casas desabaram, informou a NSC TV: uma delas não tem moradores e, na outra, o ocupante não estava na residência no momento.

Perto das 21h15, foi aberto o abrigo da Igreja luterana do morro da Cia Hering, informou a Defesa Civil de Blumenau. Choveu milímetros em três horas no município.

No município, a Defesa Civil contabilizou cerca de 100 ocorrências, com alagamento em casas e estabelecimentos comerciais. Por volta das 21h, a água já estava baixando, mas o estado de alerta continua. O principal risco é de deslizamentos.

A previsão para esta quarta é de chuva menos intenso. Porém, persiste o risco de deslizamentos.

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Blumenau informou em nota que precisou interromper o abastecimento de água em uma estação de tratamento para fazer a limpeza das cisternas que foram inundadas. Com isso, algumas regiões podem sofrer desabastecimento, que deve ser normalizado ao longo de quarta (17).

O Samae informou que o trabalho de limpeza já está sendo feito e deve terminar na madrugada de quarta.

Joinville

Na cidade do Norte catarinense, a chuva começou às 18h e ainda chovia às 21h20, conforme a Defesa Civil. Houve alagamentos de ruas e casas. Os principais bairros atingidos foram Vila Nova, Pirabeiraba, Jardim Paraíso, Jardim Sofia, Costa e Silva, Santo Antônio e Aventureiro. Em outros locais, os alagamentos foram mais pontuais.

Das 18h às 21h, choveu 55 milímetros, segundo a Defesa Civil. Pancadas da chuva são intercaladas com momentos de menos intensidade.

A prefeitura pediu que os motoristas evitem trafegar com os veículos nesta noite.

A empresa Águas de Joinville informou em nota que a chuva impediu a finalização de uma obra na zona Sul da cidade. Por isso, pode haver desabastecimento nos bairros Fátima, Adhemar Garcia, Ulysses Guimarães, João Costa, Jarivatuba, Paranaguamirim e Parque Guarani. Não há previsão de retorno da água. A prefeitura pede que os moradores economizem.

Jaraguá do Sul

Em Jaraguá do Sul, a chuva que caiu por volta das 18h30 causou alagamentos nos bairros Ilha da Figueira, Vila Nova e Água Verde. Na primeira localidade, a água chegou a invadir casas. Porém, ela já baixava por volta das 21h40 e ninguém precisou deixar a própria residência.

COMENTE ESSA HISTÓRIA