Muitas pessoas ainda se expõem ao sol de forma inadequada, aumentando o risco de câncer da pele, tipo de câncer mais incidente no Brasil, com 176 mil novos casos ao ano. Em sintonia com a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a Universidade do Vale do Itajaí (Univali) realiza no dia 2 de dezembro (sábado), das 9h às 15h, na Unidade de Saúde Familiar e Comunitária (USFC), bloco F7 do Campus Itajaí, atendimentos gratuitos à comunidade para diagnóstico do câncer da pele.

 O "Dia C" mobilizará dermatologistas de todo o Brasil, em postos de saúde, hospitais e universidades, com a realização de consultas simultâneas e atividades de educação em saúde. A previsão é de que mais de 30 mil pessoas sejam assistidas durante a mobilização, em todo o país.

Na Univali, médicos dermatologistas que atuam como docentes da Universidade, acompanhados de alunos do curso de Medicina, realizarão exames preventivos e encaminhamento às pessoas com lesões suspeitas para tratamento. Será distribuído um número limitado de fichas de atendimento. Indica-se portar algum documento de identificação.

A ação é alusiva ao movimento "Dezembro Laranja", mês de combate ao câncer da pele que visa disseminar o maior volume possível de informações sobre acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, contribuindo para a redução dos casos da doença. A prevenção também está em foco na campanha, que reforça a importância do uso do protetor solar durante todos os dias do ano, independente da estação.

Quais os sintomas do câncer de pele?

O dermatologista Maurício Conti, professor do curso de Medicina da Univali, alerta que o câncer da pele pode se assemelhar a pintas, eczemas e a outras lesões benignas. Por isso, conhecer bem a pele e saber em quais regiões existem pintas facilita a detecção de qualquer irregularidade.

O médico salienta que somente o exame clínico realizado por um profissional especializado ou a biópsia podem diagnosticar o câncer de pele, mas é importante atentar-se aos seguintes sintomas: lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, de tonalidade avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente; pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho; mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Para acessar outras informações adicionais relacionadas à campanha nacional e ao câncer da pele consulte www.controleosol.com.br.

Serviço

O que: Atendimentos gratuitos à comunidade para diagnóstico do câncer da pele

Quando: Dia 2 de dezembro, das 9h às 15h

Onde: na Unidade de Saúde Familiar e Comunitária (USFC), bloco F7 do Campus Itajaí da Univali – Rua Uruguai, nº 458, Centro – Itajaí (SC) 

Atendimento gratuito com números limitados de fichas/ senhas

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277


COMENTE ESSA HISTÓRIA