Câmara de Vereadores de Itajaí aprovou na noite desta terça-feira (26) o Pedido de Urgência nº 39/2017, de autoria do Executivo Municipal. O documento autoriza a votação em regime de urgência, em única discussão na próxima sessão, do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 39/2017, que altera os valores da planta genérica (Lei Complementar nº 213/2012) e as alíquotas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), do valor do metro quadrado de construção e os fatores de correção para o cálculo de IPTU (Lei Complementar 20/2002).

Votaram a favor do Pedido de Urgência os vereadores Calinho Mecânico (PP), Celia Filha do Elói (PSD), Dulce Amaral (PR), Edson Lapa (PR), Eduardo Kimassa (PRP), Fabrício Marinho (PPS), Fernando do Ônibus (PDT), Marcelo Werner (PCdoB), Murilo Pereira (PP), Professor Acácio (PSDB), Renata Narcizo (SD), Thiago Morastoni (PMDB) e Vanderley Dalmolin (PMDB).

Foram contrários ao Pedido de Urgência os vereadores Beto Cunha (PSDB), Fernando Pegorini (PP), Níkolas Reis (PDT), Otto L. Quintino Jr. (PRB), Robison Coelho (PSDB), Rubens Angioletti (PSB) e Tonho da Grade (PP).

Centenas de manifestantes, favoráveis e contrários ao projeto, compareceram ao Plenário Vereador Arno Cugnier. Devido à agitação gerada após a votação, o presidente da Câmara, vereador Paulinho Amândio (PDT), decidiu encerrar a sessão antecipadamente. Os projetos previstos para votação foram transferidos para a próxima sessão.

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277



COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais