Na tarde de quarta-feira (21) uma comitiva composta pelos vereadores Paulo Rodrigo Melzi (PSD), Cirino Adolfo Cabral Neto (PMDB), Samuel Vianei Paganelli (PSDB) e Jassanan Ramos (PMDB) esteve na superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT/SC para cobrar o órgão por melhorias urgentes na rodovia BR 470, em Navegantes, a fim de minimizar os constantes acidentes registrados no trecho.

A reunião com o superintendente do DNIT/SC, engenheiro de transportes Ronaldo Carioni Barbosa, serviu para tratar das alterações necessárias para evitar conversões proibidas no trevo instalado recentemente no cruzamento com as Ruas Onório Bortolatto e Jornalista Rui Ademar Rodrigues, conhecidas popularmente como "Reta das Pedreiras", que dá acesso ao bairro homônimo.

A interseção, classificada pela imprensa local como "Trevo da Morte", é um dos pontos mais perigosos da rodovia, pois serve de acesso às empresas de grande porte e terminais de contêineres situadas no interior do bairro. Conversões e manobras proibidas são registradas diariamente no cruzamento, causando inúmeros acidentes, muitas vezes fatais. O último caso de imprudência, registrado no domingo de Carnaval, causou a morte de um casal em uma motocicleta após colidirem contra uma carreta.

Visita agendada para iniciar melhoria

Conforme o superintendente do órgão, uma visita acompanhada dos técnicos e diretores do DNIT/SC já está marcada para a próxima terça-feira (27), no local descrito, a fim de verificar exatamente quais os melhoramentos são necessários no cruzamento para evitar a conversão de veículos e motocicletas. "Vamos avaliar in loco esta situação para coibir a imprudência dos motoristas. A conversão e cruzamento da rodovia neste ponto são proibidos, mas falta fiscalização e, sobretudo, educação no trânsito", declara Barbosa.

Logo após a vistoria na semana que vem, medidas serão tomadas de imediato. "Estou comprometido em prolongar o trevo para impedir a conversão, especialmente dos veículos pesados. Os vereadores solicitaram a construção de uma mureta na divisa entre as pistas da rodovia para coibir cruzamentos, mas somos proibidos de instalar obstáculos na via. Desta forma, vamos prolongar o trevo e forçar os motoristas a realizarem a conversão nos retornos mais próximos, no acesso ao bairro Machados e ao bairro São Paulo, onde já existem duas rotatórias para manobras mais seguras", explica.

COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais