Foi realizada na tarde desta quarta-feira (13), na Câmara de Vereadores de Itajaí, uma reunião entre parlamentares e o secretário Municipal de Segurança do Cidadão, Francisco José da Silva, para discutir a possibilidade de instalação de uma unidade prisional federal em Itajaí. O encontro foi proposto pela Comissão de Segurança Pública e Defesa Civil do Legislativo, por meio do Requerimento nº 358/2017.

Durante a reunião, o secretário de Segurança respondeu a alguns questionamentos dos parlamentares sobre as negociações entre o Executivo Municipal e o Ministério da Justiça para a construção da unidade prisional no município. De acordo com o representante da Prefeitura, ainda não há nada decidido. O que existe é um interesse do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) em instalar a unidade no município, devido à posição estratégica. Entretanto, ficou esclarecido que o Município ainda não encontrou um terreno compatível com as exigências do Governo Federal, com uma área de 25 hectares.

O encontro também serviu para que o secretário pudesse apresentar os benefícios oferecidos à cidade que irá receber a unidade federal. Entre estes benefícios estão investimentos na infraestrutura da BR 101, alargamento das vias do interior e geração de empregos.

Porém, alguns parlamentares questionaram a possibilidade de aumento da criminalidade com a vinda de mais uma unidade prisional para a região. Por isso, levantou-se a ideia de realização de uma audiência pública, ainda sem data definida, para ouvir a opinião da comunidade e de especialistas na área da segurança pública.

A Comissão de Segurança Pública e Defesa Civil é formada pelos vereadores Rubens Angioletti (PSB) – presidente, Thiago Morastoni (PMDB) – vice-presidente e Fabrício Marinho (PPS) – relator.

Crédito de foto: Davi Spuldaro/CVI.

O que você achou desta notícia? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Quer receber as notícias em primeira mão?

Participe do nosso canal no Telegram:

https://t.me/manchetedovale (@manchetedovale)

Entre em contato também pelo WhatsApp: (47) 9 9969-1277



COMENTE ESSA HISTÓRIA

Exibir mais